Escola de Medicina e Ciências da Vida | PUCPR

Psicologia

De olho em transtornos de humor

É por meio de longos períodos de emoções excessivas, como felicidade e/ou triste que se caracterizam os distúrbios de transtornos de humor, prejudicando o funcionamento e a vivência do indivíduo.

Eles são classificados como transtorno de humor bipolar e/ou depressivo e podem ocorrer também em crianças e adolescentes. Transtornos de humor afetivos possuem alteração atrelada a depressão (com ou sem ansiedade concomitante) ou de elação (extrema alegria). Essas alterações tendem a ser recorrentes, do contrário, são associadas a determinado contexto ou fator estressante. (CID-10, F-30-F39)

O que caracteriza um transtorno de humor?

O transtorno de humor persistente possui como característica a eventualidade dos episódios, o que não é suficiente para embasar o diagnóstico de mania ou depressivo leve, porém, perduram por anos, tomando boa parte da vida adulta do sujeito de forma a associar sofrimento a vida desse indivíduo. (CID-10, F34) Existe ainda uma classificação no CID-10 para transtornos de humos que não se classificam nos quadros mencionados anteriormente, por não serem associados a gravidade ou duração característica (CID-10).

Conheça as categorias dos transtornos de humor

Os transtornos de humor são divididos entre duas categorias: Transtorno Depressivo e Transtorno Bipolar. Dentro da categoria do Transtorno Depressivo são classificados o transtorno disruptivo da desregulação do humor, o transtorno depressivo maior, o transtorno depressivo persistente (ou distimia) e o transtorno disfórico pré-menstrual. Por outro lado, dentro da categoria do Transtorno Bipolar são encontrados o transtorno bipolar tipo I, o transtorno bipolar tipo II e o transtorno ciclotímico. (AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION, 2014).

As divisões são explicadas pela variedade de características que definem e marcam os diferentes transtornos de humor. Veja as principais diferenças observadas abaixo:

Transtorno Depressivo

Transtorno disruptivo da desregulação do humor

A pessoa possui explosões de raiva em ambientes variados e de forma frequente. Geralmente acontece em indivíduos de 6 a 18 anos.

Transtorno depressivo maior

A pessoa mantém um humor deprimido e tem perda de interesse em atividades por pelo menos duas semanas. Para esse diagnóstico, é necessário a ausência de um episódio de mania.

Transtorno depressivo persistente (ou distimia)

A pessoa manifesta um humor depressivo crônico, ou seja, que dura muito tempo. Começa no início da vida adulta e persiste por vários anos com sintomas constantes (por pelo menos 2 anos).

Transtorno disfórico pré-menstrual

A pessoa apresenta uma instabilidade do humor e sintomas de ansiedade que ocorrem várias vezes durante a fase pré-menstrual. Esses sintomas ficam mais suaves por volta do início da menstruação ou logo depois.

Transtorno Bipolar

Transtorno bipolar tipo I

A pessoa tem pelo menos um episódio maníaco (euforia intensa) ou hipomaníaco (euforia mais leve) e um episódio depressivo maior.

Transtorno bipolar tipo II

A pessoa tem pelo menos um episódio hipomaníaco e um episódio depressivo maior, mas sem a presença de algum episódio maníaco (uma euforia mais intensa).

Transtorno ciclotímico

Pode-se observar períodos cíclicos de sintomas hipomaníacos e depressivos que duram poucos dias e são menos graves do que os episódios de mania e depressão maior no transtorno bipolar. Esses sintomas aparecem de maneira não regular, e marcam um humor instável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *