Notícias

Ativação de marcas em reality shows

Ativação de marcas em reality shows é uma estratégia que vale a pena?

Ativação de marca em reality shows

Os reality shows invadiram a televisão brasileira nos anos 2000, quando a TV aberta resolveu apostar nas própria s versões de formatos de sucesso internacional do gênero. No Limite, Big Brother Brasil e Casa dos Artistas foram os primeiros projetos lançados a conquistar o público.

Nesse meio tempo, os  anos se passaram e os realities mudaram. Vieram as disputas musicais, de dança e gastronômicas. No Brasil , só a TV aberta , já exibiu desde o ano 2000 pelo menos 63 edições de reality shows, segunda a revista Exame.

Com esse tipo de programa, que caiu no gosto popular, as marcas perceberam uma oportunidade de expansão para suas estratégias de comunicação e relacionamento.

Em outras palavras, a ativação de marcas em reality shows é uma forma alternativa de publicidade, focada em uma comunicação mais direta e com uma exposição maio do produto na mídia.

Apesar do risco de cancelamento ou mesmo de polêmicas que possam ocorrer envolvendo as marcas, percebe-se um retorno positivo. Os consumidores se engajam e demandam pelos produtos anunciados.

Nesse sentido, a pesquisa apresentada no Inside Marketing de 2021, aponta que 79% dos entrevistados alegam que já conheceu uma marca ou produto por meio de um reality show. Além disso 76% afirmam que compraram produtos de beleza e cuidado que foram anunciados no reality show.

Segundo a pesquisa, 91 ,7% dos consumidores possuem de 18 a 34 anos, mais da metade são mulheres e 4 em cada 10 são da classe . Saber o perfil dos espectadores que costumam adquirir os produtos anunciados em reality shows é de extrema importância para as marcas ao pensar em fazer ações de ativação.

Em suma, se você gostou ou tem interesse por esse tema, participe da discussão que ocorrerá no dia 15 de Março, as 17h30, no canal oficial do Youtube da PUCPR.

Assista essa edição, clique aqui

Veja outras edições do Exposed, clique aqui.

Para conhecer mais sobre o curso de Marketing da PUCPR, clique aqui

Autores do estudo:
                  Amanda Preissler
                  João Vitor Ribeiro
                  Letticia Cheuczuk
                  ELIANE FRANCISCO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *